sexta-feira, 24 de março de 2017

Dormindo com você

Acordei
Olhei para o lado
Você em um sono profundo
Volta e meia se mexe tocando o meu rosto
Parece ter medo de estar só

Você acorda
Olha para mim
Reconhece em meus traços alguém
que você gostaria que estivesse ali

Você me chama de "mãe"
Eu te pego nos braços,
Te faço dengo,
até a verdadeira te pegar.

sexta-feira, 5 de junho de 2015

"Quando eu soube que ia se tia, o que eu senti?!"


"Não sei explicar! 
Naquele momento meu coração parou,
minhas mãos começaram a tremer
e eu comecei a chorar 
(chorar muito e sem freio). 
Foi a sensação mais esquisita e linda que eu pude sentir.

Em seguida, 
fique radiante, 
comecei a sorrir 
e contar pra todo mundo: 
“Vou ser titia! Eu vou ser titia!”
E, a partir deste instante, 
passei a babar vendo aquele amendoinzinho criando forma a cada ultrassonografia."

quinta-feira, 12 de março de 2015

um e quarenta

quanto vale ou quanto custa?
pra mim: um e quarenta!
ou talvez uma vida inteira

naquele dia nossas vidas se cruzaram
e formaram um laço
prefiro um nó
[não quero que desate!

quanto vale ou quanto custa?
pra você: não fiz os cálculos!
só te quero aqui ao meu lado
[sem cobranças

naquele dia algo mágico aconteceu
e todas incertezas que a vida carrega...
"desapareceu"!

domingo, 11 de janeiro de 2015

Pra poder cantar pra você

eu queria ser um cuco preso no relógio da parede da sua casa
para a cada hora poder cantar pra você
mesmo com a minha voz rouca e desafinada,
cantaria todas as canções
que pensei em escrever um dia.
que falariam o que sinto
e como é bom amar você.

sábado, 3 de janeiro de 2015

Nós dois

Eu pensei em escrever um poema que falasse de nós dois
Então fechei os olhos e lembrei daquele beijo roubado no Centro da Cidade,
Do por do sol do Glauber Rocha, do MAM e do Humaitá
Lembrei daquela primeira caixa de chocolate, das minhas mãos suadas e frias,
Do seu corpo sempre quente, da sua carinha sem graça e da nossa tagarelice.
Ainda com os olhos fechados,
Me lembrei que de todos os presentes que trocamos,
o melhor deles sempre será os nossos sorrisos e nossos corações sempre acelerados.




segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Tempo de Chuva

Vem, amor! 
Te empresto a sacola!
Vamos rodar o mundo! 
Não deixe passar nada! 

Vem, amor!
Hoje não quero saber de mais nada.
Meu corpo só quer caminhar
E a trilha é muito longa.

Vem, amor! 
Não espere aí sentado o tempo voltar a brilhar
Me leve para chuva e me faça esquecer de tudo.
Só não me deixe longe de você!



sábado, 3 de maio de 2014

Improbabilidades

Tente prender a respiração por um tempo indeterminado! Mesmo que você consiga ficar sem respirar, o seu instinto ou vontade de viver o força a voltar a colocar ar no pulmões;  a nossa mente envia a mensagem, nosso corpo reage impulsionando o que deve ser realmente feito.  Do mesmo modo, quando algo tem que acontecer, todas as coisas do Universo reagem em uma mesma sintonia favorecendo determinado evento. E, desta forma, pergunto: devo acreditar em destino? O mundo é feito de improbabilidades e nós somos fruto disso. Vivemos em um planeta que vive do acaso e tudo que sentimos e fazemos é reflexo dessa primeira improbabilidade: a nossa existência. Por isso, acredito que tudo acontece em um determinado momento e local determinado pelas forças que regem essas condições. Mas sendo estas uma condição de improbabilidade, tudo que a circunda tem efeito sobre ela. Assim, o qualquer bater de asas de uma borboleta pode modificar as condições; o que me faz pensar que para que tudo reaja de modo favorável, as condições de vida devem estar em equilíbrio com o meio que o cerca, tornando possível o estado de "Conspiração do Universo".
A realidade é um estado de consciência ou algo que existe em nossos pensamentos? A que distância está o sentir e a razão?

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Um Poema pra Você

Naquela noite que te conheci, 
Eu podia ter pego um outro 'bonde', 
Mas era o seu a me esperar na 'estação'.
E entre tanta gente, era você ao meu lado.
E entre tanta conversa, 
E tanta loucura em comum, 
Ao meu lado assim ficou...
Naquele dia, tudo poderia não ser.
Como quem entra em um abismo 
[assim eu me sentia
Mas você foi me tirando dali 
E me mostrando que eu poderia sentir
Naquele mês de julho, 
Entre pores de sol no mirante 
E beijos roubados na despedida
Nosso amor aconteceu...

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Revoada

Ontem eu era uma velha
Escutando discos de vinil
Em minha vitrola
Sentada na estrada
Onde não existiam sopros de vento
E onde norte-sul não podiam ser alcançados
Hoje eu me encorajo
Deixo as memórias guardadas no livro de lembranças
Coloco as fotografias na estante
E levanto – sem muletas – da minha cadeira de balanço

Bienal

A cada passada pela rua descalça
Imagino um a um
Os passos que se cruzam
A cada encostar dos pés no chão

Eu sou a “instalação dadá” naquele museu de arte contemporânea
Onde a cada gota d’água
Que janela adentra e molha
Leva consigo tudo o que esqueci de expor

O trem que eu perdi
As fotos que rasguei
O relógio cujo o tempo derreteu
Os discos que não escuto mais

Olhe para este caminho
E veja para onde ele nos levou
Uma vida inteira
E somente agora pude te encontrar

São telas diversas
A mão, a rosa, o sonho
Um corpo índigo sob sopros vários
Onde tudo se confunde

Esta noite olhando nos seus olhos
Pude perceber cada passada do pincel
Sob a tela antes crua
Onde o tempo do céu hoje não é mais cinza




terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Votos Para o Próximo Amanhecer

Experimente andar nua ao luar!
Crie seus próprios passos!
Planeje, a cada nascer do dia,
Nutrir de uma forma inusitada os momentos que te cercam!
Seja totalmente plural [e simples
Simplesmente não ligue para a opinião dos outros!
A cada novo dia agradeça, independente da crença, por mais um dia sã!
E mesmo sã seja louco,
Pois há momentos que são necessários o desbravar em "aventuras".
Enfrente a cada luz do dia o seu inimigo próximo distante:
Saia da cama! Desligue a PC!
Faça valer a pena cada instante e o mais importante:
Seja você!!

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Moreno

Moreno,
Teu cheiro me deixa louca:
Faz o sangue correr veloz em minhas veias.
Ficar à tua espera 
Faz as minhas mãos suarem,
Meu coração bater em ritmo acelerado...
Me deixa desnorteada e sem chão.

Moreno, 
Essa tua cor me provoca!
Esse teu jeito de olhar para mim
Me deixa sem fala.
Ao seu lado não tenho medo de nada
E nada mais importa.
Por isso, "pega a minha mão
E nunca mais me solta"! *

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Palavras

Palavras, Palavras, Palavras...
Antes de começar a balbuciar,
Pense antes de usar!
As palavras nem sempre são boas
E podem mudar o sentido das coisas, 
Que já se encontravam em seu devido lugar.
Algumas são curtas, outras mais longas...
Mas se aglomeradas, formam frases, orações ou até textos inteiros.
As palavras têm poder:
Algumas delas podem até fazer alguém próximo sofrer.
Palavras, Palavras, Palavras...

terça-feira, 15 de outubro de 2013

O Tempo

Não gosto de datas
E horas marcadas
Meu tempo sou eu quem faço
Eu escrevo o meu futuro
Sobre os rabiscos do passado
No tic tac da vida
Cabe a nós seguir ou não
Os ponteiros das horas
O tempo, a vida...
Nada mais é que o "tudo posto"
Mas não é imposto
Traçamos os nossos caminhos
e chamamos de Destino...

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

A Medusa e o Espelho

Há um tempo eu sinto vontade de te falar.
Me falta coragem de dizer aquilo o que sinto.
Não preciso de métricas, rimas... nada!
Eu poderia começar utilizando metáforas, hipérboles...
Ou quaisquer que seja o tipo de figura de linguagem,
Mas só complicaria aquilo que de complicado nem o nome é.
É como quando em um sonho bom:
Me mantenho presa, fechando cada vez mais os olhos
Para que eles não ousem abrir,
Sem que antes eu sinta que estou pronta.
E quando não estamos próximos,
Sinto você perto,
pois o "órgão preso no peito"
Bate cada vez mais forte só de pensar no seu sorriso.
Eu e Você...
É como um encontro de almas,
Onde juntos nos sentimos leves e completos.
Ao seu lado, me sinto cada vez mais eu!